Siga-nos no Twitter

Homem de verdade faz a obra completa!

Pensando nisso, inscrevi o Hombridade com H no Twitter, para facilitar (ou não!) o acompanhamento das publicações.

Vamos ver o que vai dar!

@HombriadecomH

 

Esta entrada foi publicada em Uncategorized. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

2 comentários para "Siga-nos no Twitter"

  1. Estevam Melo 6 de julho de 2011 às 5:01 pm 1

    Ótima iniciativa Eduardo, que esse blog possa abençõar a vida de muitos homens que buscam a Hombridade. Aproveitando a deixa, estava dando uma lida no site da lagoinha e achei uma informação muito importante, espero que venha a acrescentar… segue conteúdo..

    Achei essa informação interessante.. encontra-se no site da Lagoinha

    A inversão de papéis tem feito com que a mulher passe a assumir a função do homem, buscando recursos, proteção, cuidando da família, isso porque o homem está desorientado, inseguro, com medo. Estudos comprovam que as faculdades estão formando muito mais mulheres do que homens; as cidades têm muito mais mulheres do que homens. O senso do IBGE 2010 mostrou que apenas em Belo Horizonte tem de 200 a 300 mil mulheres a mais que homens e em São Paulo já são meio milhão de mulheres, e 40% dos lares brasileiros são dirigidos e sustentados por mulheres com parceiro ou sem parceiros, o que traz um peso, um encargo e uma responsabilidade muito grande sobre as mulheres. Isso gera além de tudo o comprometimento da identidade dos filhos e uma série de dificuldades no relacionamento familiar devido a essas mudanças profundas na estrutura, completamente contraditórias à Palavra.

    Como explicado pelo casal no intensivo de implantação do currículo, historicamente essa realidade é comprovada devido à 2° Guerra Mundial, quando um grande número de homens foram mortos em combate, o que resultou na busca das mulheres por mecanismos de sustentar e cuidar das famílias. Depois disso, o movimento Hippie do pós-guerra, com o intenso uso de drogas alucinógenas. Essa geração também casou e a parte que não teve orientação gerou filhos que ficaram abandonados, aumentando o número de divórcios e adultérios.

    Deus abençoe à todos

    Estevam Melo

  2. hombridadecomh 13 de julho de 2011 às 7:18 am 2

    Obrigado Estevam. Publicarei agora mesmo.


Escreva um comentário