Sinto sua falta…

Dizem que homem não chora. Então eu resolvi aproveitar que está chegando o dia dos pais para fazer um teste com os meus amigos que já são pais.

Será que você faz falta em casa?

Imagine um soldado que vai para guerra e deixa para trás seus filhos sabendo que pode não voltar. O que acontece quando este soldado supera as adversidades da vida e retorna para a sua casa?

O vídeo abaixo traz cenas reais de soldados americanos que retornaram da guerra  e surpreenderam seus filhos durante os afazeres cotidianos

Pense que você também sai de casa todos os dias sem ter certeza de que irá voltar. O que acontece quando você chega em casa?

Eu fiquei especialmente tocado por este vídeo, porque o dia mais emocionante da minha vida não foi meu casamento, nem tampouco o dia do nascimento do meu filho, mas sim um dia normal de trabalho que nem sequer mereceria ser lembrado até as 20h.

Acontece que o meu filho tinha acabado de aprender a andar e quando eu cheguei em casa ele ouviu o barulho da chave na porta e veio correndo em disparada. Ele mal se equilibrava em pé, mas vinha gritando eufórico e ofegante até conseguir me abraçar. Não era porque eu trazia nenhum presente, mas simplesmente porque ele estava feliz com a minha chegada. Foi ali que eu compreendi que a minha vida havia mudado para sempre.

Desde então todos os dias esta cena se repete lá em casa. É claro que a intensidade vai se diluindo dia a dia, mas mesmo que o meu dia tenha sido muito ruim, ainda que eu tenha muitos problemas a resolver, quando meu filho corre e me abraça tudo passa.

Recentemente eu soube que uma pesquisa realizada nos EUA concluiu que o pai norte-americano dedica em média 3 minutos do seu dia para dar atenção exclusiva aos filhos, isto é, parar e escutar o que o filho tem a dizer ou brincar com ele sem assistir TV ao mesmo tempo.

Não há bem mais precioso na vida do que o tempo. Você pode investir o seu para ganhar dinheiro, para se divertir ou talvez com um hobby, mas no final desta sua curta passagem por esta vida apenas o tempo investido com as pessoas realmente terá valido a pena.

Há um versículo da Bíblia que eu gosto muito que diz o seguinte:

 “Não ajuntem riquezas aqui na terra, onde as traças e a ferrugem destroem, e onde os ladrões arrombam e roubam. Pelo contrário, ajuntem riquezas no céu, onde as traças e a ferrugem não podem destruí-las, e os ladrões não podem arrombar e roubá-las. Pois onde estiverem as suas riquezas, aí estará o coração de vocês.” (Mateus 6:19-21)

O meu coração está com a minha família!

Douglas Cedro – Colaborador do Hombridade com H

Esta entrada foi publicada em Família. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Um comentário para "Sinto sua falta…"

  1. Alethea 15 de agosto de 2011 às 3:37 pm 1

    Gostei muito do texto! Vou acompanhar o site, pois já que sempre tive a fama de ser um cara legal de cabelo comprido, também tenho que ter o meu H, rsrsrsrs
    Meus queridos amigos Douglas e Eduardo – que mesmo mal saídos da adolescência, sempre foram homens com H – vocês merecem todas as emoções que os filhos nos proporcionam!


Escreva um comentário