Dêem a César o que é de César!

césar

Uma das maiores reclamações do brasileiro é o peso dos impostos. Os empresários dizem que eles impedem o crescimento e os contribuintes em geral sempre sofrem ao preencher a declaração do Imposto de Renda, pois sabem que a mordida do leão (clique aqui) é grande e dolorosa.

Por causa disso, a sonegação de impostos se prolifera entre pessoas físicas e jurídicas. Todos procuram um “jeitinho” ou aquela “brecha na lei” – que só os contabilistas e os advogados tributaristas acharam – para não pagar impostos.

Reconheço que pagar impostos tão altos sem a devida contraprestação do Estado não agrada a ninguém. Porém, é uma regra em nossa sociedade criada por autoridades às quais devemos obediência. Não pagar os impostos e, por consequência, desobedecer as normas estatais não agrada a Deus, pois isso o coloca à prova.

Pôr Deus à prova é pedir que ele faça algo contrário à sua vontade ou ao seu caráter, é desafiá-lo. O povo de Israel sabia bem o que era isso, pois praticavam desde a saída do Egito rumo à Canaã, a terra prometida e próspera. Deus estava com eles, mas sempre havia motivo para rebeldia. O Salmo 78 (clique aqui) traz uma lista de situações em que Deus foi posto à prova por seu povo, e o versículo 41 destaca: “Repetidas vezes puseram Deus à prova; irritaram o Santo de Israel.” Em razão disso, aqueles que pecaram (pois pôr Deus à prova é pecado!) morreram no deserto sem vislumbrar as bençãos que o Senhor tinha preparado.

Os judeus colocaram Jesus à prova, questionando-lhe a respeito dos tributos cobrados pelos romanos.

Mais tarde enviaram a Jesus alguns dos fariseus e herodianos para o apanharem em alguma coisa que ele dissesse. Estes se aproximaram dele e disseram: “Mestre, sabemos que és íntegro e que não te deixas influenciar por ninguém, porque não te prendes à aparência dos homens, mas ensinas o caminho de Deus conforme a verdade. É certo pagar imposto a César ou não? Devemos pagar ou não?” Mas Jesus, percebendo a hipocrisia deles, perguntou: “Por que vocês estão me pondo à prova? Tragam-me um denário para que eu o veja.” Eles lhe trouxeram a moeda, e eles lhes perguntou: “De quem é esta imagem e esta inscrição?” “De César”, responderam eles. Então Jesus lhes disse: “Dêem a César o que é de César, e a Deus o que é de Deus.” E ficaram admirados com ele. (Marcos 12:13-17)

Jesus foi muito claro em suas palavras a respeito da questão tributária, mas a primeira parte de sua resposta chama minha atenção para algo que está além dos impostos.

“Por que vocês estão me pondo à prova?”

Creio que hoje Deus ainda é posto à prova. Vou dar alguns exemplos: sonegar impostos, manter funcionários sem registro, utilizar software pirata (em casa ou na empresa) e pedir que Deus abençoe seus negócios;  utilizar material de origem duvidosa ou sabidamente ilícita para estudar (leia-se apostilas xerocadas e vídeo aulas copiadas dos originais com violação aos direitos autorais) e clamar por sucesso no concurso público; fazer “corpo mole” no trabalho e ainda assim pedir a Deus que lhe dê aquela promoção tão almejada; baixar músicas e vídeos sem pagar impostos ou direitos.

Canaã simbolizava um lugar de prosperidade, onde as promessas de Deus se cumpriam. Era uma terra rica e abençoada, prometida desde o início a Abraão, patriarca do povo de Israel. Ali teriam uma vida plena em todo o seu potencial, tanto coletivo como individualmente. E você pode experimentar plenitude de vida com Deus em sua carreira, seu casamento ou estudos. Basta obedecê-lo.

Não se trata de um discurso sobre prosperidade ou sucesso, do tipo “lei da atração”, “conspiração universal benéfica”, “segredo” ou qualquer outra filosofia barata propagada em programas de TV ou livros. É uma promessa feita por Deus aos israelitas, que permanece até hoje e se estende à nós.

Vejam que hoje ponho diante de vocês vida e prosperidade, ou morte e destruição. Pois hoje lhes ordeno que amem o Senhor, o seu Deus, andem nos seus caminhos e guardem os seus mandamentos, decretos e ordenanças; então vocês terão vida e aumentarão em número, e o Senhor, o seu Deus, os abençoará na terra em que vocês estão entrando para dela tomar posse. (Deuteronômio 30: 15-16)

Você gostaria de ter uma vida plena? Convido-lhe a fazer uma reflexão sincera sobre suas atitudes, em todas as áreas de sua vida. Considere abandonar aquelas que põem Deus à prova e iniciar uma caminhada ao lado de Cristo. A título de sugestão, se me permite, comece dando a César o que é de César, e a Deus o que é de Deus!

Esta entrada foi publicada em Geral e marcada com a tag , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Um comentário para "Dêem a César o que é de César!"

  1. A sopa de pipa do Capitão Gancho | Hombridade com H 27 de janeiro de 2012 às 9:32 am 1

    […] seduzindo), vou expressar minha opinião sobre o tema, reafirmando o que escrevi há algum tempo aqui. Lembre-se: é apenas a minha […]


Escreva um comentário